sábado, 28 de setembro de 2013

Novena em honra a Santa Teresinha - VII dia

Irmãos e Irmãs, nosso lugar é o Céu! Porém como ainda não chegamos nele, procuremos vivê-lo "fazendo o bem sobre a terra" como o viveu nossa querida Santa Teresinha. Procuremos viver este exílio como se jamais o existisse, pois Deus se antecipa e nos faz experimentar Céu na Eucaristia.

Como Santa Teresinha rezemos pelos sacerdotes e pelas vocações. “Porque muitos são os chamados, mas poucos são os escolhidos.” (Mt 22, 14)

NOVENA:

“Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, eu vos agradeço todos os favores, todas as graças com que enriquecestes a alma de vossa serva Teresa do Menino Jesus, durante os 24 anos que passou na terra, e, pelos méritos de tão querida Santinha, concedei-me a graça que ardentemente vos peço, se for conforme a vossa santíssima vontade e para salvação de muitas almas.”
(Rezar em seguida os 24 Glórias ao Pai, podendo acrescentar a cada Glória ao Pai a jaculatória: “Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós”. Ao final rezar uma Ave-Maria e um Pai Nosso.)

TEXTO MEDITATIVO:

Exílio

“(...) Santa Teresinha tem uma visão da vida como um exílio sobre a terra. Sente-se em exílio não porque não ama a vida, mas porque está de passagem, a caminho para uma terra nova e prometida. Exilado é quem está fora da Pátria. Assim, nossa Pátria definitiva é o céu. Até estarmos no céu, estamos em exílio. (...) Com Santa Teresinha caminhamos na busca de Deus, na procura do céu, no sentido definitivo da vida. (...) temos que perceber a necessidade de não nos apegarmos ao que é passageiro, mas unir nosso coração ao que é definitivo: Deus.”

“Mas eu sei que a terra é o lugar de nosso exílio, somos viajantes caminhando para nossa pátria... (CT 148)”.
Postar um comentário