segunda-feira, 8 de julho de 2013

... entremos.

A vocação carmelitana compromete-nos a “viver em obséquio de Jesus Cristo”, “meditando dia e noite a lei do Senhor e velando em oração”. E nossa Santa Madre Teresa, na mesma linha da Regra, apresenta a vida de oração como centro para o qual convergem, e manancial do qual brotam, todos os elementos constitutivos de nosso carisma. Por esse motivo somos reconhecidos pela Igreja como uma família dedicada particularmente à oração, isto é, uma comunidade que se propõe viver mais intensamente o mistério da oração cristã e que dá testemunho dele com a própria vida.


Constituições OCD, cap. 4, 53


Postar um comentário