quarta-feira, 4 de maio de 2016

No centro de minha alma

«Não posso compreender
como as pessoas religiosas
podem viver contentes
sem a prática da presença de Deus.
Quanto a mim,
mantenho-me retirado com Ele
no fundo e centro da minha alma
tanto quanto posso
e, quando estou com Ele assim,
não temo nada,
mas o menor afastamento
é para mim um inferno.»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 – 1691
Carta 04. A uma religiosa. 03 de Novembro de 1685.
Postar um comentário