segunda-feira, 8 de julho de 2013

Novena em honra à FLOR DO CARMELO

Iniciamos hoje nossa Novena em honra a Nossa Senhora do Carmo, 
Mãe e Irmã dos Carmelitas. 
Para cada dia uma fórmula de oração e um texto meditativo.


 1º Dia:

Antífona para todos os dias:

Flor do Carmelo, vinha florida, esplendor do céu, Oh! Mãe, Virgem singular, Doce Mãe sempre Virgem Aos Carmelitas dai privilégio, Estrela do Mar.

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém

A fim de que durante toda esta Novena sejamos conduzimos pela graça do Espírito Santo de Deus; que sejamos guiados por Ele como o foi a Virgem Maria, cumprindo com simplicidade e alegria tua Santa Vontade.

Peçamos: Vinde Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e ascendei neles o fogo do Vosso amor; enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos: Ó DEUS que instruístes os corações de Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Isso Vos pedimos ó Pai em Nome de Jesus Cristo Vosso Filho, nosso Senhor, na unidade do Espírito Santo. Amém

Rezemos: Oh! Maria, Virgem Mãe Imaculada, Rainha do Carmelo, que fostes contemplada pelo Profeta Elias na nuvenzinha que subia do mar, depois transformada em chuva copiosa, derramai sobre toda a humanidade as graças de vosso Coração Imaculado e convertei aos pobres pecadores. Pedir a graça particular que se deseje conseguir nesta novena. Ave-Maria.

Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós!

Oração Final para todos os dias:
Bendita e Imaculada Virgem Maria, beleza e glória do Carmelo, Vós que tratais com bondade inteiramente especial aqueles que se vestem do vosso amadíssimo Hábito, volvei sobre mim também um olhar propício e cobri-me com o manto da vossa maternal proteção. Pelo vosso poder fortificai a minha fraqueza; pela vossa sabedoria esclarecei as trevas do meu espírito, aumentai em mim a fé, a esperança e a caridade. Ornai a minha alma com as virtudes que me faça agradável ao vosso Divino Filho e a Vós. Assisti-me durante a vida, consolai-me na morte pela vossa amável presença à Santíssima Trindade, como vosso Filho dedicado para Vos louvar e bendizer eternamente no paraíso. Amém.

TEXTO MEDITATIVO:

NAS MÃOS DE DEUS
Sou vossa, sois o meu Fim:
Que mandais fazer de mim?
Que mandais, pois, bom Senhor,
Que faça tão vil criado?
Qual o ofício que haveis dado
A este escravo pecador?
Amor doce, doce Amor,
Vede-me aqui, fraca e ruim:
Que mandais fazer de mim?

Eis aqui meu coração:
Deponho-o na vossa palma;
Minhas entranhas, minha alma,
Meu corpo, vida e afeição.
Doce Esposo e Redenção,
A vós entregar-me vim:
Que mandais fazer de mim?
(Fonte: Obras Completas – Poesias V,VIII, II – Santa Teresa de Jesus (Edições Loyola, 2002)


Postar um comentário