domingo, 19 de maio de 2013

IV Meditação para o Mês de Maria


Teresa de Jesus dos Andes e a Virgem Maria


A presença da Virgem Maria na vida de Teresa dos Andes se dá desde sua tenra idade. Maria vai lhe fazer companhia durante toda sua vida. Na primeira etapa de sua vida compreendida desde seu nascimento até a sua Primeira Comunhão em 1910 ela mesma resume sua devoção à Virgem da seguinte forma: “Desde os sete anos, mais ou menos, nasceu em minha alma uma grande devoção à minha Mãe, a Santíssima Virgem. Lucho (meu irmão) me deu esta devoção, com a qual estive e estarei, como espero, até minha morte”.(Diário 5).
Ela toma a Virgem por companhia em todos os momentos de sua vida, também durante as “noites escuras”, onde encontra sempre na mulher “mais santa” de todas, fortaleza e consolo.
Esta relação para com a Virgem está bem conforme o espírito do Carmelo Teresiano, onde Maria é tida e experienciada no decorrer da história como Mãe e Irmã, relação essa que conduz a uma maior intimidade com Deus.

“Meu espelho há de ser Maria,
sendo que sou sua filha devo assemelhar-me a ela
e assim assemelhar-me-ei a Jesus”.
(Diário 15)

Mater Admirabilis
grande devoção de Teresa dos Andes


Postar um comentário