segunda-feira, 29 de abril de 2013

Vivência Vocacional de Caratinga/MG

Testemunho de Sabryne

Me chamo Sabryne, tenho 22 anos, sou de Governador Valadares. Fiquei sabendo do encontro vocacional pela internet, no grupo dos vocacionados do Carmelo, depois de ter dito a um amigo que gostaria de ter um contato maior com a Ordem. Então fiz minha inscrição e não pensei duas vezes em ir à Caratinga.
Há poucas semanas eu tinha feito a novena de Sta Teresinha e meu pedido era o discernimento de qual ordem, congregação que eu deveria ir. Sempre fui um pouco devagar e havia falado com Deus da necessidade Dele ser  bem direto comigo, que ele me arrastasse mesmo, pois havia passado alguns anos de inconstâncias e fugas. O tempo do discernimento havia passado, era o momento de agir. No segundo dia do encontro ganhei uma rosa de uma pessoa, fiquei muito feliz pois achei que não iria mais ganhar a rosa ou que demoraria ganhar. Logo discerni que não precisava ir muito longe, que a resposta estava bem diante dos meus olhos mas, eu não queria enxergar. Sempre admirei o Carmelo e me identifiquei muito com a espiritualidade, mas pensava em outras congregações por receio da clausura, mas no fundo sabia que somente no Carmelo eu encontraria a plenitude da vontade de Deus.
Muitas vezes buscamos sinais e respostas extraordinárias e não temos a sensibilidade de ver os sinais de Deus nas coisas simples...não foi preciso ir muito longe, num Carmelo distante...mas ali mesmo na simplicidade desse convento, nos momentos de oração, partilha, fraternidade e intimidade com Deus, Ele falava em meu coração. Uma vocação que não se alimenta pela oração, se perde. Muitas dúvidas, medos, inquietações foram sanadas nesse final de semana, através das palestras onde obtive todas as respostas e discernimento, e principalmente na adoração, que particularmente foi o momento mais lindo e forte do encontro. O frei nos pediu para escrever num papel o que queríamos de Deus, que Ele nos revelasse e o que queríamos dar a Deus. Depois colocamos o papel no altar com Jesus Eucarístico...em seguida os noviços cantaram uma música na adoração, que a letra dizia tudo que eu tinha escrito...não contive as lágrimas.
Tudo que eu pensava durante a noite, logo de manhã obtinha as confirmações nas coisas pequenas. Conheci pessoas especiais, as quais já considero como irmãos e rezarei pelo resto da minha vida.
Para nossa surpresa e pela providência divina uma monja que estava indo para BH a um noviciado ficou sabendo do encontro vocacional em Caratinga e passou lá no último dia do encontro, deu seu testemunho e nos contou um pouco do Carmelo. Foi uma graça muito grande ver uma monja de perto e principalmente nessa vivência vocacional, onde eu achava que só iria ver frades. Isso teve um significado muito pessoal para mim. Ainda tive a graça de ser sorteada e ganhar um CD do Frei Matsubara. Sei que essas pequenas coisas e mimos não são tão importantes numa vocação, mas são delicadezas de Deus que nos impulsionam a dar passos mais passos largos, ainda mais no meu caso em que a lentidão e sonolência  me acompanhava. Sou grata a Deus por não ter desistido de mim, numa vida de tantos altos e baixos, que nem caberia aqui de tantos detalhes, mas Deus sabe de toda minha história. Não sou digna de chamado tão bonito como esse, mas Deus com Sua infinita misericórdia sabe quem Ele chama. Assim como Maria Madalena um dia foi seduzida por esse olhar misericordioso, Jesus sabe nos atrair, seduzir uma alma a ponto dela não conseguir mais resistir.
Muitas coisas devemos guardar no intimo do nosso coração, outras devemos partilhar no momento oportuno, espero que meu testemunho ajude e impulsione muitas pessoas que sentem esse chamado! Decisão, firmeza e perseverança é o que levo desse encontro vocacional!


Vossa sou, pois me criastes,
Vossa, pois me resgatastes,
Vossa, pois me suportais,
Vossa, pois me chamastes,
Vossa, pois me esperais,
Vossa pois não estou perdida,
Que quereis fazer de mim?

Santa Teresa de Jesus




Postar um comentário