domingo, 25 de dezembro de 2011

"E O VERBO SE FEZ CARNE"

Edith Stein




“E o Verbo se fez carne”. Isto se tornou realidade no estábulo de Belém. Mas cumpriu-se ainda de outra maneira. “Quem comer a minha carne e beber o meu sangue, este terá a vida eterna”. O Salvador que sabe que somos e permanecemos humanos, tendo que lutar dia após dia, com fraquezas, vem em auxílio da nossa humanidade de maneira verdadeiramente divina. Assim como o corpo terrestre precisa do pão cotidiano, assim também a vida divina em nós precisa ser alimentada constantemente. “Este é o pão vivo que desceu do céu”. Quem come deste pão todos os dias, neste se realizará, diariamente, o mistério do Natal, a Encarnação do Verbo. E este, certamente, é o caminho mais seguro, para se tornar “um com Deus” e de penetrar dia a dia de maneira mais firme e mais profunda no Corpo Místico de Cristo. Eu sei que para muitos pode parecer um desejo por demais radical. Para a maioria, isto significa, começar de novo, uma reorganização de toda a vida interna e externa. Mas deve ser assim! Na nossa vida deve se criar espaço para o Cristo eucarístico, para que Ele possa transformar a nossa vida na sua vida: será que é exigir demais? A gente tem tempo para tantas coisas fúteis, tantas coisas inúteis: ler livros, revistas, jornais, freqüentar restaurantes, conversar na rua 15 ou 30 minutos, tudo isto são “dispersões”, onde esbanjamos tempo e força. Não se poderá reservar uma hora pela manhã, para se concentrar, e ganhar força, para enfrentar o resto do dia? Mas, na verdade, é necessário mais que uma hora. Devemos viver de tal maneira, que uma hora se suceda à outra e estas, prepararem as que vierem. Assim, não será mais possível “deixar-se levar” mesmo temporariamente pelo afã do dia. Com quem se vive diariamente, não se pode desconsiderar o seu julgamento. Mesmo sem dizer palavras, percebemos como os outros nos consideram. Tentamos nos adaptar conforme o ambiente e, se não conseguimos, a convivência se torna um tormento. Assim também acontece na comunicação diária com o Senhor. Tornamo-nos cada vez mais sensíveis àquilo que Lhe agrada ou desagrada. Se antes, estávamos mais ou menos contentes com nós mesmos, agora isto se torna diferente. E descobriremos em nós muita coisa que precisa ser melhorada e outras que às vezes, são quase impossíveis de serem mudadas.
Assim nos tornaremos pequenos, humildes, pacientes e condescendentes com o “cisco no olho de nosso próximo”, pois a “trave” no nosso olho nos incomoda. Finalmente, aprenderemos a aceitar-nos tal qual somos à luz da presença divina e a nos entregar à divina misericórdia, que poderá vencer tudo aquilo que está além de nossas forças. (Trecho do capítulo IV do livro "O MISTÉRIO DO NATAL" de Edith Stein).

sábado, 24 de dezembro de 2011

Bispos Carmelitas Descalços no Brasil



Dom Rubens não é o primeiro carmelita descalço a ser bispo no Brasil. Já tivemos alguns outros: Dom Frei Luís de Santa Teresa, sétimo bispo de Pernambuco; Dom Frei João da Cruz, quinto bispo do Rio de Janeiro; Dom Frei Manoel de Santa Inês, nono bispo da Bahia e primeiro arcebispo; em 1780, Dom Frei José do Menino Jesus, décimo bispo da Diocese do Maranhão; e Dom Antônio do Carmo Cheuiche, nomeado bispo auxiliar da Diocese de Santa Maria, no dia 2 de abril de 1969.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

NOSSO PROVINCIAL FOI NOMEADO BISPO

Nesta última quarta feira, Frei Rubens Sevilha, nosso Padre Provincial, foi nomeado Bispo auxiliar da Arquidiocese de Vitória pelo Papa Bento XVI. Nasceu em Taraby (SP), cursou Filosofia na Faculdade Nossa Senhora Medianeira dos Jesuítas em São Paulo e Teologia no Colégio Teológico Internacional do Teresianum em Roma. Foi ordenado em 19 de outubro de 1985 e exerceu as seguintes atividades: Mestre dos postulantes, em Caratinga (MG); Mestre de noviços, em São Roque(SP); Provincial dos Carmelitas Descalços no Sudeste do Brasil em 1996. Assistente Espiritual da Associação Santa Teresa das Monjas Carmelitas Descalças; conselheiro da província e pároco da paróquia Santa Teresinha de Higienópolis, em São Paulo; reitor da Basílica de Santa Teresinha no Rio de Janeiro e, novamente, provincial dos Carmelitas Descalços no Sudeste do Brasil até sua nomeação episcopal. Sua ordenação episcopal está marcada para o dia 18 de março, às 9 da manhã, na Catedral de Vitória-ES, juntamente com o Padre Joaquim Valdimir Lopes Dias, também nomeado auxiliar para mesma Igreja Particular.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

RENOVAÇÃO E PROFISSÃO SIMPLES


No dia 14 de dezembro, na Solenidade de nosso Pai São João da Cruz, os frades de profissão simples renovaram seus votos na capela Nossa Senhora Aparecida, no Mosteiro das Monjas Carmelitas de Belo Horizonte. À noite, na capela de Nossa Senhora da Piedade, em Piedade de Caratinga, os noviços Frei Washington, Frei Emanuel e Frei José fizeram a primeira profissão dos conselhos evangélicos. Só publicamos as fotos do último evento.




ENCONTRO VOCACIONAL EM CARATINGA - MG

 
Durante os dias 12 a 16 de dezembro, no Convento Nossa Senhora do Carmo, em Caratinga, MG, aconteceu nosso encontro vocacional anual. Participaram jovens de alguns lugares do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Ceará e Brasília. Foi um momento riquíssimo de discernimento vocacional. Agradecemos aos frades responsáveis pela Pastoral Vocacional pelo empenho; também agradecemos ao Frei Jorge pela acolhida dos vocacionados e frades no Convento Nossa Senhora do Carmo.
VENHA SER CARMELITA DESCALÇO! Escreva-nos: carmelodescalco@gmail.com



RETIRO DE RENOVAÇÃO E PROFISSÃO

Durante os dias 5 a 11 de dezembro fizeram retiro de renovação (professos simples) e profissão (noviços) na Serra da Piedade, em Caeté, MG, pregado pelo nosso Provincial Frei Rubens Sevilha e pelo prior do Convento Santa Teresa Frei Marlon. Durante o retiro, Frei Fabiano, Frei Claudiano e Frei Francinaldo receberam o Leitorado pelas mãos de nosso Provincial Frei Rubens Sevilha.






segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

ORDENAÇÃO PRESBITERAL DE FREI EVERALDO E FREI RONAN


No dia 04 de dezembro de 2011, na Igreja Matriz Nossa Senhora Auxiliadora, do Carmelo de Belo Horizonte, Frei Everaldo da Virgem de Belém e Frei Ronan do Sagrado Coração de Jesus foram ordenados presbíteros pela oração da Igreja e imposição das mãos de Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora, MG.

Frei Everaldo e Frei Ronan entraram para o Carmelo no ano 2003. Fizeram o postulantado em 2003; noviciado, 2004; Filosofia, 2005 a 2007; e Teologia, 2008 a 2011.