quinta-feira, 24 de setembro de 2009

4º Dia - Novena de Santa Teresinha do Menino Jesus


É para sempre, para sempre que estou aqui!...(Ms A, 69v)

Teresinha sempre foi decidida em suas ações. Tomada uma resolução, não era fácil voltar atrás. Depois da sua conversão de Natal, algo novo havia acontecido. Nem ela sabia com certeza o que era. Ela sentia como que um fogo queimando por dentro. Parecia que ela ouvia uma voz que falava alto ao meu coração: Seja carmelita de Lisieux. Era necessário fazer um discernimento espiritual, ver se as motivações que a levavam para o Carmelo eram verdadeiramente sinceras e retas. Não era por motivos humanos, nem para ficar com suas irmãs que desejava ser carmelita. Era unicamente por amor a Jesus e pela salvação das almas. Começa a ter um grande desejo de ler livros espirituais e de santos. Suas irmãs do Carmelo enviavam livros e ricos de conteúdos, para seu pai.

“Essa leitura foi também uma das maiores graças de minha vida. Eu a fazia junto à janela do meu quarto de estudos, afetuosa, para que a possa externar...
Todas as verdades fundamentais da religião, os mistérios da eternidade mergulhavam minha alma numa bem-aventurança que não é desta terra... Já pressentia (não com a vista corpórea, mas com a do coração) aquilo que Deus reserva aos que O amam, e, vendo que as eternas recompensas não estão em nenhuma proporção com os leves sacrifícios da vida, queria amar, amar a Jesus apaixonadamente, dar-lhe mil sinais de amor, enquanto ainda o pudesse... ”(MA 138).

“Obtido o consentimento de papai, julgava poder sem receio convolar ao Carmelo, mas provações bem dolorosas deviam ainda apurar minha vocação” (MA 143).
A santa vencera, lutara com denodo, cheia de confiança em Deus e atraída pela sua vocação carmelitana. Nunca titubeou, nem fraquejou. Rezou, confiou, lutou e venceu.

Dirijamos ao bom Deus as nossas preces:

Por todos aqueles que, vivendo o processo de discernimento vocacional, disponham a dar seu SIM a Deus;

Para que Deus nos conceda a graça da “determinada determinação” recomendada por Santa Teresa e profundamente encarnada por Santa Teresinha.

Por nossas intenções pessoais.

Escutai, Senhor, nosso clamor, pela intercessão de Santa Teresinha do Menino Jesus.

Oremos

Oh! Teresinha do Menino Jesus, que no curto espaço de vossa existência fostes um espelho de angelical pureza, de amor forte e do mais generoso abandono na Divina Providência, agora que estais gozando o prêmio de vossas virtudes, volvei um olhar de compaixão sobre nós que confiamos plenamente em vós. Fazei vossas nossas aflições; dizei por nós uma palavra a esta Virgem Imaculada de quem fostes à flor privilegiada a Rainha do Céu que vos sorriu na manhã da vida. Suplicai a ela, tão poderosa sobre o coração de Jesus, nos obter a graça que tanto desejamos neste momento, de acompanhá-la com uma bênção que nos alente durante a vida, nos fortifique na hora da morte, e nos conduza à bem aventurada eternidade.
Assim seja.

Rogai por nós, Santa Teresinha.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Postar um comentário