quarta-feira, 1 de abril de 2009

Bento XVI pede que fiéis rezem por novas vocações

O papa Bento XVI expressou sua preocupação com a falta de sacerdotes em algumas partes do mundo e pediu aos fiéis que rezem para novas vocações, tanto ao sacerdócio como à vida religiosa.
O pontífice fez estas declarações em sua mensagem por ocasião da 46ª Jornada Mundial de Orações pelas Vocações, que será realizada em 3 de maio próximo, divulgada hoje pelo Vaticano.
O papa disse que a vocação ao sacerdócio e à vida consagrada constitui um especial dom divino, "que se situa no amplo projeto de amor e de salvação que Deus tem para cada homem e para toda a humanidade".
Bento XVI acrescentou que, ao longo dos séculos, uma "multidão inumerável" de presbíteros e de pessoas consagradas se entregou completamente à Igreja ao serviço do Evangelho.
Após agradecer ao Senhor, "porque também hoje continua chamando operários para sua vinha", um deles ele mesmo, como se definiu quando foi escolhido como papa.
"No entanto, é verdade que em algumas regiões da terra há uma escassez preocupante de presbíteros", ressaltou o papa, que reconheceu as "dificuldades e obstáculos que acompanham o caminho da Igreja.
Bento XVI afirmou, em sua mensagem, que o "primeiro dever" dos fiéis é "manter viva, com oração incessante, essa invocação da iniciativa divina" nas famílias e nas paróquias, nos movimentos e nas associações de apostolado, nas comunidades religiosas e em todas as estruturas da vida diocesana.
O pontífice encorajou os fiéis a não ter medo da chamada de Deus e lembrou que, desde os primeiros séculos do Cristianismo, muitos homens e mulheres abandonaram família, posses, riquezas materiais "e tudo o que é humanamente desejável" para seguir Cristo e viver o Evangelho.

Fonte: Portal G1/Globo.com
Postar um comentário