segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Beata Maria Sagrário - 16 de agosto


Etimologicamente significa "princesa das águas", em língua síria; "espelho" em hebraico. Nunca parar no caminho para a sua perfeição. Como você fazer mais para si e para outros, o canal irá aumentar a sua felicidade. Esta jovem nasceu em Lillo, a Espanha, no ano 1881, e faleceu em San Isidro em 16 de agosto de 1936. No ano de 1997 Papa João Paulo II a levou à honra dos altares. Seus pais eram Ricardo Moragas e Isabel Cantarero. Lhe deram o nome Elvira. Demorou algum tempo para entrar no convento com o conselho de seu diretor espiritual, porque ele tinha que cuidar de seu irmão mais novo. Em 1915, quando seu irmão se tornou prefeito, finalmente foi capaz de cumprir um dos seus maiores desejos: ser uma carmelita. Para concluir o noviciado, fez perante o Senhor, os votos de sua profissão religiosa no dia de Reis do ano 1920. Em 1927 a elegeram superiora do convento e pouco tempo depois por causa das suas qualidades e da sua santidade de vida tornou-se mestra das noviças. Duas semanas antes irrompeu a guerra civil espanhola. Neste tempo de dificuldade, a elegeram novamente priora do convento em julho de 1936. Inicia-se a perseguição religiosa. Os conventos, seminários e igrejas começaram a perceber a devastação dos inimigos da fé. Um dos conventos perseguidos era o que ela morava. Asssim envia as irmãs para luagares seguros e refugia-se na casa de sua tia. Foi presa no mês de agosto. Passou por vários interrogatórios. E, sem qualquer prova contra ela, martirizaram-na - confessando sua fé em Cristo - na Praça de San Isidro. Ela foi beatificada por Sua Santidade o Papa João Paulo II em 10 de maio de 1998
Postar um comentário