terça-feira, 29 de julho de 2008

Memória do Beato Tito Brandsma - 27 de Julho

Presbítero e mártir
Nasceu na cidade Frísia de Bolsward (Holanda), no ano de 1881. O beato Tito, ainda muito jovem, entrou para a Ordem do Carmo. Foi ordenado sacerdote, em 1905. Estudou em Roma onde conseguiu o grau de Doutor em Filosofia na Universidade Gregoriana. Depois disto, ensinou em diversas escolas na Holanda: foi nomeado professor de Filosofia e de Teologia Mística na Universidade Católica de Nijmegen,sendo, na mesma Universidade, nomeado "Reitor Magnífico”.
Ficou conhecido por sua afabilidade para com todos. Foi jornalista profissional e, em Ï935, foi designado assistente eclesiástico dos Jornalistas católicos. Opôs-se a ocupação Nazista na Holanda e, baseando-se no Evangelho, combateu fortemente a ideologia do Nacional Socialismo. Defendeu a liberdade da Educação e da Imprensa católica. Por estas razões,foi preso. Começava, desta forma, o seu calvário: de campo em campo, de prisão em prisão, e depois de tantos sofrimentos e humilhações, foi assassinado, em Dachau, no de 1942. Até seu último respiro, não se cansou de levar
e conforto espiritual a todos os seus colegas de prisão. Entre tantos tormentos atrozes, soube comunicar o bem, o amor e a paz. Foi proclamado beato da Igreja de Cristo pelo Papa João Paulo II, no dia 3 de novembro de 1985.
Postar um comentário